A mata, a vida, um índio.



A mata, a vida, um índio.


Três penas, um sonho, um Tupã.


A escrivaninha no tempo retrata na ponta de outra pena a experiência vermelha, registrada em letras de tinteiro. Um coração que ama as matas ama de si mesmo a direção escolhida..

Salve Caboclo Tupinambá de Oxossi
13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Optchá!