liberte-se de si mesmo



Ninguém é de ninguém ao mesmo tempo que todos nós somos responsáveis por todos.

Quero a cada dia errar menos e se isso não for possível, decepcionar somente a mim mesmo.

O Tempo impõe posses e eu não as quero, desejo apenas passar, tocar, aprender e seguir. Quero apenas um compromisso: a filosofia que me liberta de meus próprios espelhos que me prendem.

Não quero fazer ninguém sofrer, ainda mais as entidades que em mim alicerçam vidas, para que eu não as decepcione. E nesse negreiro pensamento que aprendamos a nos libertar de nós mesmos.

4 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo